5.5.12

Não se Prende Cachorro Esfomeado com Linguiça!


Por Pe. Manuel Neves

"Este ano (fique sabendo!), vai haver
fiscalização mais cerrada e secreta!"
Bengala de cego vai para onde a puxam. Isso é uma verdade. Mas isso é bengala de cego, não esqueça! Agora, ser humano não pode ser como bengala, porque tem cabeça própria para pensar. Qualquer pessoa pode trocar de chapéu ou de capacete. Mas de cabeça, nunca! Quem anda por cabeça alheia é piolho. E não tem vida sossegada! É perseguido com insistência!

Isto vem a propósito do esforço que cada um de nós deve fazer para ser livre e poder pensar. Ninguém devia querer abandalhar sua liberdade, nem preferir os interesses dos outros aos seus, se legítimos. Temos que aprender a refletir, não sermos ingênuos, superficiais... Precisamos saber conquistar o espaço da nossa liberdade, investir nos nossos interesses, colocar a cabeça a funcionar. Ter sentido crítico! Para isso, ter uma direção, um sentido de vida, não acreditar em qualquer ideia que nos é exposta. Quem troca a sua liberdade pela oferta de uns reais ou vende seus legítimos interesses a outrém (seja pelo que fôr!) ... é um ser diminuído, apequenado, precisa de se dignificar, de ganhar honra e ser gente. Sim, ser gente e não canalha inverme! Não andar ao sabor do vento, porque pode ser atingido pouco depois por algum forte vendaval.

Vai começar o tempo da Vai campanha eleitoral. Inclinar-se por este ou aquele candidato, deixar-se amarrar por promessas, optar por um representante seu para governar e satisfazer a seus anseios... não é brincadeira. É uma enorme responsabilidade! Merece estudo. Pede reflexão. Isto para quem tem cabeça e é gente!

Quem nunca fez nada pelos outros, só pensou em si e em aumentar seu patrimônio... não merece nossa confiança. Quem sempre abandonou o bem comum e preferiu seus interesses... deve ser rejeitado. Não se amarra cachorro com lingüiça. Cachorro gosta de carne. Não vai poupar a lingüiça. Quem gosta de amontoar dinheiro e não consegue ter alegria em ajudar os outros, quem só busca prestígio individual... é indigno de nossa confiança.

Precisamos botar olho na Câmara e demais cargos públicos e não nos enganarmos na escolha. Há quem faz da mentira um habilidoso processo para conquistar votos e da política um refúgio de incompetentes. Vão pipocar ofertas de todo o jeito. Porquê só agora, este ano, prestes a chegar as eleições!? Favorzinhos não se pagam com voto. Vender seu voto, trocar seu voto por jeitinho individual... é crime. Dá cadeia e perda de direitos. E este ano (fique sabendo!), vai haver fiscalização mais cerrada e secreta! Já tem “ficha suja” de candidato. Vamos evitar a “escolha suja” de eleitor. E não esqueça: não se prende cachorro esfomeado com lingüiça! Entregar os cofres públicos a quem só sabe puxar para si? – Olhe o que vai acontecer!




Comentário nosso: Ótimo texto do pároco. O engajamento da igreja (e toda sociedade, claro) no combate à corrupção eleitoral é essencial para não permitirmos que nossa democracia seja desviada. Ainda sobre o assunto leia "Desafio 2012: Renovar as práticas".

Nenhum comentário: