29.12.10

Júnior Carneiro é denunciado por tentativa de homicídio

Reproduzo, na íntegra, matéria do jornalista Antenor Ferreira, do Blog Interligado.



Pasmem! Num ato de extrema arrogância, prepotência e sentimento de impunidade, o irmão da atual prefeita dessa cidade, Junior Carneiro, protagonizou um dos episódios que sem dúvida alguma ficará marcado na mente dos Chapadinhenses e todos que nos acessam, como o mais polêmico do ano de 2010.

Raimundo Nonato Carneiro Junior, irmão da prefeita Danúbia Carneiro, atualmente exercendo a função de oficial militar lotado em São Luís, foi denunciado na tarde desse domingo, 26, pelo crime de tentativa de homicídio. A vítima foi o filho do ex-deputado Vagner Pessoa, Vagner Mendes Pessoa Junior.

O crime ocorreu em frente à casa dos pais do acusado no último dia 25, noite de natal, por volta das 04:00h da manhã. Junior Carneiro chegou a efetuar 02 disparos contra Vagner Junior, que felizmente conseguiu sair ileso.

OS FATOS – Bem antes do crime, a própria vítima e algumas pessoas ficaram surpresas com a atitude do irmão da prefeita que chegou a exibir em sua cintura uma arma de fogo, isso dentro de uma casa de eventos, onde acontecia um show artístico.

Vagner Junior relatou que ao encontrar o acusado que já demonstrava sintomas de embriaguez, foi saudado e que o mesmo proferiu palavras amigáveis, até o momento em que foi citado o nome do parlamentar Marcelo Menezes, oposição na câmara municipal ao grupo político que a irmã do acusado Danúbia Carneiro faz parte. Junior Carneiro levantou a camisa e mostrou uma arma, dizendo está preparado para o vereador Marcelo.

Assustado Vagner Junior  o advertiu, indagando sobre ele está armado dentro de um evento, haja vista que o mesmo não estava fardado, muito menos em missão alguma. Pelo contrário, relato dos próprios familiares e pessoas próximas dão conta que o acusado consumia excessivamente bebida alcoólica desde às 16:00h daquele dia.

(Pergunta nossa: - Como o irmão da prefeita entrou armado no referido evento, quando todos que ali entravam eram cuidadosamente revistados?)

Ao final do evento, após fotos com amigos e a atração da noite, Vagner Junior foi convidado a levar o artista que outrora se apresentava até o hotel em que estava hospedado e ao retornar a casa de shows para reencontrar os amigos que ali ainda estavam, se deparou com um dos piores momentos vívidos em sua história.

O CRIME - No momento em que passava lentamente em frente à casa onde reside os pais do acusado e a prefeita dessa cidade, Danúbia Carneiro, Vagner Junior foi chamado por Junior Carneiro que mais uma vez exibiu sua arma. A vítima novamente o advertiu sobre estar armado dentro e fora do evento em questão, foi então que Junior Carneiro, por pouco, não tirou sua vida.

Com um tom de arrogância e demonstrando total descontrole, Junior Carneiro efetuou o primeiro disparo, que por pouco não atingiu a vítima. Descontrolado ele dizia em alto e bom tom que estava em sua casa e partindo com arma em punho em direção a Vagner Junior, disparou novamente.

A vítima que nesse momento buscava proteção atrás de seu veículo, só escapou da morte graças à ação da mãe do acusado Meire Carneiro, de sua esposa e um cunhado, que o conteram com muita dificuldade.

Vagner Junior - "Foi um dos piores momentos da minha
vida. Nasci de Novo"
MEDO – Ainda assustado Vagner Junior entrou em contato comigo essa segunda-feira, pedindo que o encontra-se para tornar público o trágico incidente. O jovem de 26 anos dizia não entender o porquê da atitude tomada pelo irmão da prefeita. Vagner afirmou que viu a morte em sua frente. “Nasci de novo” Disse.

A família e a vítima registraram um boletim de ocorrência na delegacia Regional de Polícia Civil, pelo crime de tentativa de homicídio, assim como também o parlamentar Marcelo Menezes, registrou outra ocorrência pelo crime de ameaça, isso por que Junior Carneiro teria também mostrado a arma a seu tio Charles Mendes Pessoa, afirmando que ela seria para matá-lo

Vagner Junior disse está preocupado e com receio das atitudes do acusado que já traz consigo um histórico de descontrole, desde um processo em tramitação por envolvimento em um acidente de trânsito que culminou na morte de 02 artistas musicais, anos atrás, a processos administrativos na corporação da Polícia Militar, dentre os quais, um por desacato a um oficial de patente maior, esse ocorrido em Chapadinha. Vagner Junior destacou ainda temer o hábito do acusado está sempre armado nos mais diversos locais e eventos sociais, mesmo estando a paisana.

 Por telefone Marcelo Menezes destacou que a atitude descontrolada do irmão da prefeita não o intimidou e que as medidas judiciais estão sendo tomadas, inclusive o envio da ocorrência e demais documentos ao comandante geral da PM no Maranhão Coronel Franklin e o atual secretário de segurança pública do estado Aluísio Mendes.





PS do Blogue do Braga: Aguardemos a versão de Júnior Carneiro. 

Nenhum comentário: