6.11.09

Bateu o desespero no Arruda


Em visita a Luziânia, terra natal de Joaquim Roriz, Arruda citou o ex-governador em seu discurso como alguém preocupado com as questões do entorno do Distrito Federal. Clara sinalização política.

A briga entre Roriz, que criou Arruda, e Arruda, que traiu Roriz, só fortalece a candidatura petista ao GDF. O presidente aposentado do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Paulo Cesar Ávila, histórico aliado de Roriz já entendeu: “Se não fizerem isso (se aliarem) eles vão jogar o governo no colo de Agnelo (PT)”.

Acontece que esta reconciliação está cada dia mais distante. Roriz sente-se enormemente traído tanto por Arruda quanto por Tadeu Filipelli (PMDB), que andam trocando figurinhas. Foram duas cobras que ele criou para picá-lo.

Sabendo disso e com medo de ser o Germano Rigotto de 2010, Arruda já estuda maneiras de se reaproximar de Joaquim Roriz. Pelo elencado acima, em vão.


Foto: Agência Brasil

Nenhum comentário: