8.11.09

Atlético X Flamengo, o jogo do maior escândalo da história

Logo mais o Atlético Mineiro e o Flamengo/Rede Globo entrarão em campo para um dos mais importantes jogos do Brasileirão deste ano. Hoje sou atleticano desde criancinha.

Este dois clubes já decidiram um campeonato brasileiro, em 1980, quando o Flamengo venceu seu primeiro título nacional, mas o confronto mais importante entre eles ocorreu no ano seguinte, pela Libertadores da América.

O regulamento daquela Libertadores não previa critérios de desempate, quando dois times terminavam a primeira fase com o mesmo número de pontos, como Flamengo e Atlético no grupo 3, era jogada uma partida de desempate.

A partida foi marcada com campo neutro, Goiânia, o árbitro nem tanto. Além do juiz escolhido ser carioca, ele foi para a capital goiana no mesmo avião com o time do Flamengo e ficou hospedado no mesmo hotel!

Tudo normal? Não, nada normal. Ainda mais quando o árbitro expulsa 5 (por extenso, cinco) jogadores do Atlético ainda no primeiro tempo de jogo!

Com 10 minutos, Reinaldo fez falta no seu campo de ataque e recebeu o cartão vermelho sem intermédio de um amarelo sequer. O pecado cometido por Reinaldo deve ter sido fazer falta em Zico, "um absurdo".

Aos 35 minutos, com o jogo parado, Éder tenta posicionar a bola para cobrar uma falta, o juiz coloca o pé na frente e o atrapalha. Quando volta pra pegar a redonda esbarra no distinto árbitro e o cartão vermelho volta a ser mostrado. Atlético sem Reinaldo e sem Éder, jogadores coadjuvantes, claro.

Revolta geral do lado do Atlético, invasão de campo até por parte do diretoria do clube e mais dois jogadores atleticanos são expulsos Palhinha e Chicão. O técnico Carlos Alberto Silva orientou atletas do Galo a se jogarem em campo para forçar o fim do jogo. O goleiro João Leite simulou contusão, mais um atleticano foi expulso e o jogo foi encerrado.

Depois de briga na Justiça desportiva o Flamengo foi declarado vencedor do jogo, seguiu na competição e conquistou assim o seu único título da Libertadores.

O árbitro da partido era José Roberto Wright, que hoje comenta futebol ao lado de Júnior, lateral daquele time do Flamengo, e Galvão Bueno.

Veja vídeo do jogo:

Um comentário:

Kleber Vinicius disse...

Dor de cotovelo, porque está na segunda divisão!!!!