23.10.09

Zé Arruda quer que pobre se exploda


Um rápido cálculo com base em dados fornecidos pelo próprio governo do Distrito Federal mostra a total despreocupação do atual governo com os mais pobres.

Estes postos policiais, verdes, é claro, que o governador Arruda (na foto ao lado de lideranças populares) anda espalhando por aí como se resolvessem ou pelo menos melhorassem a atual situação calamitosa da segurança pública do DF estão concentrados nas áreas mais nobres da cidade.

Enquanto Sobradinho, com 61290 habitantes, e Brazlândia, com 48958 habitantes, têm apenas um posto policial cada, o Lago Norte, com apenas 23.000 habitantes tem dois postos, um para cada 11500 pessoas.

A cidade de Ceilândia, a mais populosa do DF, tem apenas um posto para cada grupo de 33245 habitantes, enquanto Águas Claras, cidade onde fica a residência oficial do governador, tem um posto policial para cada 14541 habitantes.

O Lago Sul, bairro com o melhor IDH do DF tem um posto policial para cada 12203 habitantes enquanto no Varjão o único posto policial que havia está desativado.

Só pra lembrar: Arruda prometeu construir 300 postos policiais em seus quatro anos de governo. Quase três anos se passaram e o número de postos construídos não chegou a 100.

Os dados populacionais são do anuário estatístico da Codeplan de 2007 e dos postos policias é do portal do GDF.

2 comentários:

tagskie disse...

hi.. just dropping by here... have a nice day! http://kantahanan.blogspot.com/

Kleber Vinicius disse...

O maior problema é porque se o PT não estiver no segundo turno aqui no DF, é que vai apoiar o Arrudinha.

Será?