14.9.09

Extra! Extra! Aliança PSDB/PFL vai rachar

Como vocês, leitores dos jornalões, devem saber, a aliança PT/PMDB vai pro espaço. O PMDB não apoiará a Dilma, ela não terá tempo de televisão e o Serra será eleito presidente no primeiro turno.

Por que? Porque o Jader não gosta da Ana Júlia, que gosta do Wagner, que não gosta do Geddel, que gosta do Fogaça, que não gosta do Tarso.

Isto, os problemas estaduais do PT com o PMDB inviabilizarão a aliança.

Ok, ok. Porém, no Maranhão, o PFL apoia e apoiará Roseana Sarney, o PSDB lidera o grupo anti-sarney.

No Rio Grande do Norte, Geraldo Melo (PSDB) e Agripino Maia (PFL) não se bicam.

Na Bahia, Jutahy Júnior tinha horror a ACM, mas deve fechar com o Paulo Souto pra governador se José Serra for mesmo o candidato tucano à presidência.

Em São Paulo, o prefeito da capital, Gilberto Kassab (PFL) quer ser candidato a governador, mas os tucanos preferem Geraldo Alckmin.

No Rio Grando do Sul, o principal adversário da governadora Yeda Crusius (PSDB) é o seu vice, Paulo Feijó (PFL).

Em Santa Catarina, o PFL quer lançar Raimundo Colombo ao governo do estado, e o presidente do PSDB no estado, Leonel Pavan já abriu mão nas últimas eleições. Se acha no direito de ser o candidato de agora da aliança.

No Pará, o PFL tem candidata competitiva, Valéria Pires Franco, e o PSDB tem dois candidatos, o senador Mário Couto e o ex-governador Simão Jatene.

Em Goiás, o PSDB se prepara para tentar levar Marconi Perillo de volta ao governo do estado, mas o PFL é simpático à candidatura de Henrique Meirelles, escolhido por Lula para derrotar Perillo.

Um comentário:

Gabriel Tatagiba disse...

Não acho a Valéria uma candidata forte, visto que ela teve 13% para prefeitura de Belém ano passado