30.12.16

O DOUTOR E O CORONEL

O sucesso de um está amarrado ao do outro

Várias vezes aliados, noutras adversários, o prefeito eleito Dr. Magno Bacelar e o deputado estadual Dr. Levi Pontes começarão amanhã à meia-noite um novo momento na trajetória política que construíram juntos no decorrer do tempo.

Filhos de famílias locais tradicionais, colegas de estudos, os dois têm uma relação de amor e ódio que consegue bons frutos quando deixam as diferenças de lado.

Levi foi secretário de Saúde em gestão anterior de Magno, depois disputou a prefeitura contra Danúbia Carneiro. Fez oposição, virou aliado, se distanciou de novo, mas em 2016 os dois se uniram novamente. 

Depois de quase quatro anos afastado do município, Magno teve em Levi o articulador que lhe tirou do isolamento político e lhe levou a liderança da ampla aliança que o levará de volta à prefeitura. Vitorioso até aqui, precisam continuar juntos para vencer de novo. 

Magno assumirá uma prefeitura com grandes dificuldades financeiras. Precisará de suporte do governo do estado para concluir obras, trazer mais recursos e principalmente financiar a saúde pública, anunciada prioridade da sua gestão.

Esta ajuda depende de Levi, líder do maior bloco de apoio ao governo na Assembleia Legislativa e um dos principais conselheiros que o governador Flávio Dino tem no mundo político. 

Dino pode ter resistência a Magno pela sua relação histórica com a família Sarney, mas certamente deseja ver Levi reeleito e sabe que isso não será fácil.

Agora filiado ao PCdoB, Levi precisará de muito mais votos do que teve em 2014, quando entrou com a segunda menor votação dos eleitos. Para alcançar a votação necessária em Chapadinha, Levi conta com um acordo (que teria até sido feito por escrito) segundo o qual ele teria o apoio de Magno e do outro deputado do grupo, Paulo Neto, que dessa vez seria candidato a deputado federal.

Se o trato será cumprido não se sabe, mas as articulações para 2018 já começaram e se o Doutor e o Coronel novamente romperem dificilmente conseguirão ter o êxito que tiveram unidos em 2016.

Nenhum comentário: