6.9.11

Desperdiçando uma grande oportunidade

Os recentes embates entre os líderes do governo, França Nilo (PR), e da oposição, Marcelo Menezes (PSDB),  têm sido o  principal destaque das sessões da Câmara de Vereadores de Chapadinha nas sessões deste segundo semestre.

É lamentável que os parlamentares utilizem o plenário da Câmara como ringue para uma batalha sem vencedores. Principalmente havendo tantos debates de interesse público que deveriam estar acontecendo naquele plenário como, por exemplo, as deliberações sobre a "lei do silêncio" e a definição do número de vereadores na próximo legislatura.

Porém, quem vem perdendo uma grande oportunidade é a atual direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindchap). A oportunidade de provar que, diferentemente do que andam dizendo as línguas maldosas da cidade, esta não é uma direção formada por militantes cegamente apaixonados por um determinado grupo da política local.

Seria simples. Bastaria que o sindicato dissesse o óbvio: Que ambos os vereadores estão errados. Mas não. Atacam apenas o líder do governo e insistem em dizer que não fazem oposição ao governo municipal.

Sindicato não deve ser governo, nem deve ser oposição. Sindicato deve defender os interesses da categoria que representa. Se os dirigentes querem convencer alguém de que não estão utilizando o Sindicato como aparelho político a favor do grupo de oposição, que tenham uma postura neutra.


E mais uma coisinha

É óbvio que o vereador França Nilo não chamou o conjunto de professores de Chapadinha de "palhaços". Ele chamou de "palhaços" aqueles que estavam fazendo manifestação nas galerias da Câmara, o que já é suficientemente errado. Não precisam distorcer os fatos.

Nenhum comentário: