22.8.11

O PT e a inversão do processo político em Chapadinha



Em ano pré-eleitoral os analistas políticos gastam boa parte do tempo especulando sobre o que os atores da cena política farão no ano seguinte. Quem será candidato? Quem vai apoiar quem? Quem vai trair quem? 

Infelizmente, o centro do debate são sempre as pessoas, e não as proposta. Afinal, é assim que o processo político acontece. 

Ao invés de se discutir projetos políticos, programas de governo que desemboquem em candidaturas que representem essas idéias, as candidaturas nascem de anseios pessoais, do desejo do indivíduo ser vereador ou prefeito.

A escassez de idéias transforma o debate político em algo tão superficial, que o principal argumento dos agentes políticos é o ataque ao(s) adversário(s). Na incapacidade de defender seu grupo político, argumenta-se que os outros são ainda piores.

Não creio que seja isso que interessa ao povo. Creio que o povo espera novas idéias e novas práticas. Não apenas propostas que sejam ditas em cima dos palanques e esquecidas no dia seguinte à eleição, mas discussões que gerem compromissos a serem assumidos com a sociedade e cumpridos ao longo de todo um mandato.

Por isso a Comissão Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) formou um grupo de trabalho para, desde já, começar a elaborar o programa de governo do partido para Chapadinha no período 2013-2016 e decidiu que só depois deste programa pronto, a legenda discutirá sua tática eleitoral. Certa decisão.

A executiva decidiu também realizar uma campanha de filiação no município durante o mês de setembro aproveitando o grande momento que a legenda vive com a sua consolidação em âmbito nacional e fortalecimento em nível estadual. Em 2012 será o momento de o partido municipalizar este processo de crescimento, reafirmando seus valores e ajudando Chapadinha a se preparar para o crescimento dos próximos anos.

Um comentário:

César Soares disse...

Parabéns pela matéria, reproduzida em nosso blog: http://cesardopt.blogspot.com/2011/08/o-pt-e-inversao-do-processo-politico-em.html
Um abraço
César Soares