23.2.11

Política com “P” Maiúsculo

Por: Almir Moreira – Advogado
A administração caminha normalmente sem nada a lhe travar, apesar da aparente situação caótica em alguns setores estruturais, espelho da história brasileira. As deficiências que temos são as mesmas do Brasil. No rico Mato Grosso a produção sofre percalços para escoar, a malha viária está em frangalhos. No prospero sudeste ainda temos moradias penduradas em barrancos. Na maior metrópole brasileira falta hospital sobra paciente. Contudo, os ganhos do Brasil recente, sob a batuta do Presidente Lula, se sobrepõem a estas mazelas porque numa esquala de tempo repercutirão no sentido de demovê-las. Aqui também esses ganhos foram incorporados à nossa realidade sociopolítica, nossa economia cresceu sob a égide de um comando político local que soube interpretar esse momento, controlando as finanças públicas, expandindo a rede de serviços públicos e privilegiando o regime de liberdades respeitando sempre a diversidade de opinião.
Agora paralelo a isso como uma obra de engenharia o grupo político liderado por Magno\Danúbia vai se reestruturando e ganhando força, consciente da responsabilidade pela manutenção deste status, por entender ainda não termos superado esta etapa de afirmação da democracia chapadinhense. Assim, aliados de sempre como Joana leal e seu grupo se reagrupam, políticos como Dr. Elcio e seu grupo se afinam no governo e as base do PSC chega para ocupar cargo do primeiro escalão. O novo neste processo e a meu ver de suma importância é a composição feita com a participação de outros atores do nosso cenário político a demonstrar uma guinada de qualidade na concepção de governar. Falo da participação do Partido dos Trabalhadores. A administração sentirá através dos petistas um toque diferente de administrar que será benéfico a todos. Magno\Danubia enxergaram longe, o PT local nada mais fez do que senão acompanhar os passos da sua política nacional e estadual. O PT é governo no Brasil e no Maranhão, e é governo com alianças. E por que não seria em Chapadinha E por que se furtaria desta tarefa, realizada por gente de notória responsabilidade com nossa sociedade? Sem demérito a ninguém, Magno, Danubia, Sebastião Pinheiro, Zé Almeida, Zé Filho, Joana Leal, Alexandre Pinheiro, Prof. Jesus, não bastam?
Por fim, sem alarde vai sendo montada uma nova estrutura política de cunho administrativa e eleitoral, tudo em perfeita harmonia com o quadro político maranhense que se apresenta, Roseana e Washington na direção do Estado e a ascensão de Magno Bacelar ao Parlamento estadual.

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns!!
*Almir pela reflexão sobre a política em todos os ângulos.

*O novo neste processo e a meu ver de suma importância é a composição feita com a participação de outros atores do nosso cenário político a demonstrar uma guinada de qualidade na concepção de governar. Falo da participação do Partido dos Trabalhadores.