31.1.11

Brasil defenderá na FAO uso do pescado contra fome e candidatura de Graziano

Foto: Agência Brasil
O Brasil participa nesta segunda-feira (31), em Roma, do encontro do Comitê da Pesca da FAO, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, que reunirá mais de 190 países e representantes do setor produtivo da pesca e aquicultura mundial. Na pauta, dois grandes desafios para a maioria dos países: o combate à pesca ilegal e a prática da sustentabilidade na cadeia produtiva pesqueira e aquícola mundial.

O País será representado pela ministra da Pesca e Aquicultura, Ideli Salvatti, que defenderá sustentabilidade e o uso do pescado para garantir a segurança alimentar e erradicação da pobreza extrema no mundo. “Esse deve ser o nosso compromisso e temos condições de trabalhar para isso”, garante Ideli.

A ministra destaca que o Brasil tem potencial para elevar a atual produção de pescado de 1,2 para mais de 20 milhões de toneladas por ano. Por isso, é visto com grande expectativa pelos principais países produtores do continente asiático e Comunidade Européia.

As prioridades, resultados, orçamento e atuação da FAO também farão parte dos debates. A publicação da estatística da pesca e aquicultura mundial, com dados e perspectivas do setor, será apresentada na abertura do evento, que acontece a cada dois anos.




Candidatura do Brasil à FAO

O encontro, que vai até 4 de fevereiro, marca também o prazo final para a apresentação de candidaturas à eleição do novo diretor geral da FAO, prevista para o final de junho, em Roma. O Brasil está apresentando a candidatura do ex-ministro José Graziano ao posto.

Se Graziano for eleito, será a primeira vez que um representante do Brasil e também da América Latina comandará a entidade internacional e a ministra Ideli Salvati informou que a missão do País ao evento da FAO em Roma terá também a missão de reforçar a articulação dos países em favor da candidatura brasileira.

Sobre o restante da pauta em discussão a partir da próxima segunda-feira, Ideli lembra que a produção de alimentos é tida como preocupação constante dos organismos internacionais e o Brasil tem condições privilegiadas de contribuir para a garantia da segurança alimentar. “São mais de 8 mil km de costa e cerca de 12% da água doce do mundo”, lembrou.

Exemplos como o Profrota, a gestão compartilhada, o desenvolvimento da aquicultura em águas da União contemplando pequenos produtores, a organização do setor em territórios geográficos de discussão e as medidas para pesca profissional artesanal sustentável são tidos como avanços do Brasil, país que há pouco mais de oito anos tem atuado estrategicamente nessa cadeia produtiva.

Segundo Ideli Salvatti, o Brasil está se preparando para se tornar um dos grandes produtores mundiais de pescado, a exemplo da simplificação da legislação que regula o licenciamento ambiental para produção no mar, rios, lagos e usinas hidrelétricas.

“Só que, aliado ao retorno econômico, queremos que a pesca e aquicultura seja sustentável, contribuindo, principalmente, na produção de alimentos para erradicação da miséria extrema no Brasil e no mundo”, finalizou a ministra da pesca e aquicultura.

30.1.11

"Juventude deve se integrar ao desenvolvimento do país", diz PT

Severine Macedo

Recentes pesquisas indicam que a juventude brasileira está otimista em relação ao futuro do país. Mas só isso não assegura emprego, educação e lazer para os jovens. A análise é de Severine Macedo, secretária nacional de juventude do PT. Ela acredita que a esperança dos jovens em um futuro melhor é uma boa oportunidade para implementar políticas públicas voltadas à solução dos principais problemas que afetam a juventude brasileira.

Uma das ações sugeridas por Severine é integrar a juventude ao processo de desenvolvimento que o Brasil passa. Outra sugestão é fazer uma nova reestruturação da Secretária de Juventude do governo para que possa interagir melhor com as demais ações. Além disso, Severine defende debates, inclusive via internet para 2011.

Em entrevista ao Portal do PT, Severine Macedo falou também sobre o papel da Secretaria Nacional de Juventude do governo federal, e a relação do PT com o governo Dilma. No final, destacou a agenda cheia que os jovens terão em 2011, incluindo a participação em uma conferência nacional e no congresso do PT. 




28.1.11

Martelo Batido!

Depois de longas conversas e muita negociação, a prefeita Danúbia Carneiro selou acordo com o PT e os quadros do partido contribuirão com a administração municipal.

A batida do martelo contou com a presença do secretário estadual de Trabalho, Zé Antônio Heluy, sua secretária adjunta, Mariana Nascimento, e com as anuências do vice-governador, Washington Luiz, e do presidente do PT-MA, Raimundo Monteiro.

Segundo a prefeita, a composição é um momento histórico para a cidade. “Há muito tempo eu queria concretizar essa aliança e estou muito feliz de termos chegado a um acordo”, afirmou durante a reunião.

O presidente em exercício do diretório municipal da legenda, Zezinho Lima, também comemorou o acerto. “Estes dois primeiros anos do governo foram muito complicados, mas nós vamos entrar para ajudar a dar uma guinada no caminho da melhoria dos serviços públicos e das políticas aplicadas pela prefeitura. Essa é a nossa intenção”, disse.

Também presente na reunião, o suplente de deputado estadual, que assumirá o mandato já no dia 1º  de fevereiro, Magno Bacelar concordou com os termos do acordo e prometeu continuar contribuindo para o sucesso da administração municipal. “É muito importante pra gente essa aliança com o PT, que é o partido do nosso vice-governador, e eu vou estar na Assembléia Legislativa do estado trazendo projetos e recursos para ajudar a fazer com que essa aliança dê bons frutos pra Chapadinha”, comprometeu-se.

Para a conclusão das negociações a prefeita comprometeu-se com uma pauta de reivindicações apresentada pela direção do partido que inclui desde melhorias na saúde pública até a reestruturação do Conselho Municipal do Plano Diretor. O partido pediu também maior transparência nas contas da prefeitura, aumento do repasse feito ao Fundo de Infância e Adolescência (FIA) e a realização audiências públicas para a orientação e prestação de contas das ações das Secretarias.

Ainda não foram acertados todos os espaços que o partido ocupará, mas é certo que uma das prerrogativas será a indicação do secretário municipal de Trabalho, pela parceira com a Secretaria estadual para a implementação definitiva da agência do Sine (Sistema Nacional de Emprego) em Chapadinha.

Também ficou combinado que durante o mês de fevereiro, quando se comemora o aniversário do PT, será realizado um ato em celebração à aliança com a presença do vice-governador do estado e dirigentes estaduais da legenda.

PT se prepara para novos desafios e vai priorizar juventude e formação

Após a vitória nas urnas no ano passado, um novo governo se inicia e o partido se prepara para responder as demandas internas e externas e os novos desafios que se apresentam para 2011 e os próximos anos.

O secretário nacional de Organização do PT, Paulo Frateschi, em entrevista ao Portal do PT, falou das atividades para 2011. Entre elas, o segundo Encontro Nacional da Juventude e a consolidação da Escola de Formação do PT.

Assim como no ano passado o partido pretende investir na relação com a juventude e na formação política de jovens em todo o País. Segundo Frateschi, essa atividade interna é primordial para o crescimento do partido e da população juvenil. “A juventude se renova muito rápido. Com um partido que está completando 31 anos, o momento nos exige que a gente cuide da questão geracional, da renovação e da formação política. A nossa juventude tem consciência disso e se empenha pra ter cada vez mais uma formação melhor no PT e dar continuidade histórica ao nosso projeto”, explicou.

Durante todo o ano serão realizados seminários, que tem como objetivo familiarizar o militante com diversos aspectos da vida partidária, como as concepções do PT sobre a sociedade e a democracia. Assista na TV PT a íntegra da entrevista com o secretário de Organização do partido, Paulo Frateschi.

Na entrevista, Frateschi fala também sobre o Congresso Nacional Extraordinário que o PT vai realizar este ano, possivelmente em setembro, para debater e aprovar uma reforma estatutária. (Julita Kissa - Portal do PT)

Continuam as mudanças no governo Danúbia


 A prefeita Danúbia Carneiro realizou hoje à noite, a última de quatro reuniões realizadas nos últimos dias, com o pessoal da saúde, para promover mudanças em alguns setores da pasta, com o objetivo de fazer a saúde funcionar a contento. A reunião aconteceu na secretaria de educação e contou com a presença de quase 30 pessoas. A reunião começou às 16h30 e durou cerca de 4 horas. Antes de entregar as portarias de nomeação aos diretores e coordenadores, a prefeita fez um desabafo e disse que “não é possível, que depois de tanto esforço para oferecer uma saúde de boa qualidade, alguns funcionários façam o contrário. 

Leia a integra aqui.

27.1.11

Este blogue não busca ofender ninguém

Recebi ontem a noite um telefonema de um político da oposição municipal queixando-se da forma como me referi ao líder maior do grupo, o ex-prefeito Isaías Fortes Menezes, no texto "'Quem é o PT?', indaga Isaías"

Sou de uma época em que chamavam os grupos dominantes da política municipal de "pebas" e "cambirimbas", ambos, creio, de forma pejorativa, mas aceitos pelos dois lados.

Assim, chamei o ex-prefeito Isaías Menezes de "líder dos pebas" da mesma forma que chamaria o ex-prefeito Magno Bacelar de "líder dos cambirimbas", mas meu texto foi entendido, equivocadamente, como provocação.

Deixarei de me referir aos grupos políticos por apelidos para evitar novos mal entendidos. Não vim para o Maranhão procurar picuinha com ninguém, especialmente na minha cidade. Não faço política, nem jornalismo com ofensas.

Destaco ainda a forma polida com que a queixa foi feita na intenção de buscar evitar maiores atritos desnecessários.

Espero ter esclarecido o fato e deixo este espaço aberto a todos.

26.1.11

Alckmin confia a ‘condenado’ cofre de R$ 2,5 bilhões

Do Blog do Josias de Souza:


  Eduardo Knapp/Folha
Chama-se José Bernardo Ortiz o novo presidente da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação), órgão do governo de São Paulo.
Tucano, José Ortiz deve a nomeação ao governador Geraldo Alckmin. Na nova função, vai comandar uma arca anual de R$ 2,5 bilhões.
Dinheiro destinado à construção e reforma de escolas e ao custeio de projetos pedagógicos.
Pois bem. O repórter Fausto Macedo informa que o escolhido de Alckmin frequenta dez ações judiciais na condição de réu.
Desse total, oito ações foram alicerçadas na Lei da Improbidade. Absolvido em três, José Ortiz aguarda o julgamento de recursos da Promotoria ao TJ-SP.
Outros quatro processos esperam pela sentença de juízes de primeira instância. E há um caso em que o réu foi condenado.
Refere-se à contratação de servidores sem a realização de concurso público, em Taubaté. A despeito de negar a intenção de dolo, José Ortiz foi condenado em primeiro grau.
Recorreu ao TJ, que confirmou a sentença. Foi, então, a Brasília. Tenta reverter o infortúnio no STJ.
Em nota oficial, a assessoria de Alckmin escreveu: José Ortiz “é um homem público reconhecidamente honesto".
Veja a íntegra aqui.

Comentário meu: A tal lei "ficha limpa" proíbe gente como o José Bernardo Ortiz ser eleito, mas permite que ele seja indicado para gerir tamanho orçamento.

Arca das Letras: Biblioteca será implementada em Chapadinha

Blogue da Semed:

O Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras do Ministério do Desenvolvimento Agrário vai implantar 43 bibliotecas em comunidades rurais dos municípios maranhenses Governador Nunes Freire, Buriti Bravo e Chapadinha. A ação abrange os Territórios da Cidadania Alto Turi e Gurupi, Cocais e Baixo Parnaíba.

Em Chapadinha, a implantação conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação (SEMED).



As solenidades de entrega das bibliotecas (veja programa abaixo) serão realizadas nos dias 25 (Governador Nunes Freire), 26 (Buriti Bravo) e 27 de janeiro (Chapadinha). A equipe técnica do Programa e da Delegacia Federal do MDA no Maranhão também vai capacitar 86 agentes de leitura. Moradores das comunidades, eles ficarão responsáveis pelo empréstimo dos livros e pelo incentivo à leitura.



As bibliotecas chegam às comunidades do Maranhão como resultado da parceria com as prefeituras municipais, com os sindicatos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais,com o Instituto Territorium e a Empresa Agrofort, que fabricaram os móveis-bibliotecas chamados de arcas, onde são acondicionados os livros.



O Arca das Letras, criado em 2003, já implantou 8.040 bibliotecas, capacitou mais de 17 mil agentes de leitura e distribuiu mais de 2 milhões de livros em todo o Brasil. O projeto de incentivo à leitura abrange um milhão de famílias de agricultores familiares, indígenas, quilombolas, ribeirinhos e pescadores.



No Maranhão já foram implantadas 384 bibliotecas do Programa

O Arca das Letras congrega uma rede de parcerias que viabiliza os recursos e as condições de instalação das bibliotecas em comunidades rurais. Entre os parceiros estão o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação do Ministério da Educação (FNDE/MEC), prefeituras municipais, governos estaduais, editoras, artistas e o Programa Luz para Todos do Ministério de Minas e Energia.


* 27 de janeiro de 2011 – quinta-feira –Chapadinha/MA
9h: Capacitação dos Agentes de Leitura
12h: Solenidade de entrega de 16 das bibliotecas rurais Arca das Letras e diplomação dos agentes de leitura.
Local: Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Chapadinha
Endereço: Rua Ananias Albuquerque, 625 – Centro

Arca das Letras e formados mais de 800 agentes de leitura. Eles atuam de forma voluntária em suas comunidades e vêm contribuindo para melhorar os índices educacionais e de leitura de seus municípios e ajudando as ações culturais se desenvolverem.

25.1.11

Abicalil assume secretaria que vai articular ações de educação no país


Em entrevista ao Informes da Liderança do PT na Câmara nesta segunda-feira (24), o deputado Carlos Abicalil (PT-MT), explicou suas atribuições frente à nova Secretaria de Articulação Federativa do Ministério da Educação (MEC), cargo que assume no próximo dia 1º de fevereiro.

Segundo ele, sua principal tarefa no MEC será trabalhar para a construção de instrumentos jurídicos de cooperação entre os sistemas educacionais estaduais, municipais e federais. A formação e a valorização dos professores e o acompanhamento da implantação do novo Plano Nacional de Educação (PNE), também estão entre os pilares centrais da nova secretaria. Uma missão desafiadora, diz, será a plena implantação do piso salarial nacional dos professores no país.

Leia a matéria na íntegra aqui.

"Quem é o PT?", indaga Isaías

O ex-prefeito de Chapadinha e líder dos "pebas" da cidade, Isaías Fortes Menezes, parece não fazer questão de uma aliança do seu grupo político com o Partido dos Trabalhadores.

Durante conversa do grupo que tratou dessa possibilidade e das demandas da legenda, Isaías cortou logo o assunto. "Quem é o PT pra querer isso?", questionou aos presentes.

Segundo Isaías, a legenda não tem voto na cidade e já estaria até sendo excluída dos espaços estaduais pela governadora Roseana Sarney.

Num momento que o partido é cortejado por diferentes grupos e lideranças, a postura do ex-prefeito tende a dificultar ainda mais o diálogo dos dirigentes do partido com as suas pretensas pré-candidatas, Isamara Menezes, a filha, e Dulcilene Cordeiro, a prima "Belezinha".

Com três vitórias consecutivas na disputa presidencial, a maior bancada de deputados federais e agora o cargo de vice-governador do estado, o fortalecimento da legenda alcançará Chapadinha. Queria ou não queira o senhor Isaías.



Atualização: Leia também "Este blogue não busca ofender ninguém"

23.1.11

Indefinição do PT coloca decisão nas mãos de Danúbia

O futuro do PT na cidade foi o principal assunto nas rodas de conversa em Chapadinha na última semana e depois de tanta expectativa nada foi decidido.

Reunido na noite deste sábado (22) na presença do presidente estadual do partido, Raimundo Monteiro, e de lideranças petistas de várias cidades do Baixo Parnaíba, o diretório do PT de Chapadinha decidiu que só aceitará o convite da prefeita Danúbia Carneiro para integrar a administração municipal se todas as exigências do partido forem acatadas e os acordos previamente estabelecidos forem respeitados.

Segundo o presidente do diretório municipal, Francisco Paiva, a prefeita decidiu recuar da proposta, que já havia sido acordada, de dar ao PT a prerrogativa de indicar o secretário de Assistência Social e, por isso, os dirigentes da legenda deixaram de bater o martelo na reunião de ontem.

Para o vice-presidente, Zezinho Lima, o recuo inviabiliza a aliança. "A palavra dada tem que ser respeitada. Se aceitarmos entrar no governo nestes termos podemos criar precedente para outros acordos serem quebrados mais a frente", protesta.

A secretário-geral do partido, Maria Coelho, fez coro. "Ou fecharemos o acordo nos termos que já haviam sido acertados, ou voltamos a estaca zero", disse.

O convite da prefeita foi uma jogada política de quem demonstra habilidade e vontade de realmente dar uma cara nova a segunda metade do seu governo, mas é também arriscado. Depois de iniciado, processo não poderá ficar pela metade. Caso os entraves se mantenham e o acordo não seja fechado, a tendência natural é as principais lideranças do partido assumirem uma postura de oposição mais firme do que anteriormente.

Enquanto espera uma resposta da prefeita Danúbia Carneiro, o partido continuará mantendo diálogo com as demais forças políticas da cidade.

19.1.11

PT de Chapadinha discute convite de Danúbia com dirigentes estaduais

Washington Luiz e Zé Antônio Heluy com petistas do Baixo Parnaíba

As recentes mudanças no governo Danúbia Carneiro parecem que são para valer. Além das alterações em secretarias, departamentos e direções, a prefeita voltou a externar o desejo de contar com o Partido dos Trabalhadores em postos de destaque da administração municipal durante conversa com membros da direção executiva da legenda em Chapadinha.


A conversa, também relatada pelo professor Jânio Ayres, foi motivada pela necessidade de parceria entre os governos estadual e municipal para a manutenção da agência do Sine (Sistema Nacional de Empregos) em Chapadinha, mas tratou também de questões políticas do município. 

Neste ponto, acompanhada pelo ex-prefeito e deputado estadual eleito Magno Bacelar, Danúbia lembrou da que, além a força que o partido já tem em âmbito federal e estadual, também deve crescer na região e e que seu governo está de portas abertas para quadros do partido assumirem cargos que possibilitem a aplicação de políticas públicas características do modo petista de governar. 

Depois de um longo debate sobre a atual situação da cidade, os petistas presentes fizeram vários pedidos à prefeita relacionados à organização e a transparência da administração municipal, que foram todos aceitos pela prefeita, e, numa reunião em separado, avaliaram que o diálogo deveria ser mantido e levado a conhecimento da direção estadual da legenda. 

Com este objetivo foi enviada no início da semana uma comitiva de dirigentes do PT chapadinhense a São Luís. A comitiva tratou do assunto com o vice-governador do estado, Washington Luiz, e o secretário de Trabalho, Zé Antônio Heluy, acompanhada de militantes de outros municípios do Baixo Parnaíba, já que o que ocorre em Chapadinha tem reflexos em toda a região.

Petistas relataram ao vice-governador últimos fatos políticos de Chapadinha

Os militantes de Chapadinha informaram ao vice-governador sobre as últimas conversas no município e lembraram a inviabilidade de uma aliança do partido com o grupo do ex-prefeito Isaías Fortes,  pela forma com que a legenda e os movimentos sociais eram tratados pela prefeitura na época de seus governos.


O vice-governador relatou aos presentes a conversa que tivera com a prefeita e o deputado estadual eleito na semana passada. Nesta conversa, segundo Washington, os dois já haviam falado sobre o desejo de aproximação com o PT e afirmou que veria com bons olhos a aliança, desde fosse respeitada a pauta reivindicada pelos petistas na reunião com a prefeita. "Temos ótimos quadros em Chapadinha e dentro da atual circunstância política do município, essa aliança representaria uma grande oportunidade de fortalecimento do partido", afirmou.

O secretário de Trabalho, Zé Antônio Heluy, aconselhou seus companheiros a se manterem fiéis à linha política do partido. "Quando eu declarei voto em Roseana em 2006 fui criticado por muitos, mas o tempo mostrou que eu estava certo. Vocês também não podem deixar de tomar a decisão certa porque irão desagradar este ou aquele", advertiu.

Raimundo Monteiro: "PT e PMDB buscarão alianças em 2012"

No dia seguinte foi a vez dos dirigentes de Chapadinha ouvirem o presidente do diretório estadual, Raimundo Monteiro, sobre o assunto. Para Monteiro, o processo de fortalecimento do partido no estado só tem sentido se for enraizado nos municípios. "Nós temos que considerar que o PMDB é o nosso maior aliado no país, no estado e é um dos principais partidos que apoiam a prefeita Danúbia Carneiro. Uma aliança com este grupo nada mais seria do que seguir a orientação nacional do partido", lembrou. 


Ainda sem decisão tomada, o partido voltará a discutir o tema na sua base, reunirá o diretório municipal e dará uma resposta ao convite da prefeita até o dia 26.

18.1.11

Petrobras começa a procurar petróleo na Bacia Pará-Maranhão

A Petrobras deu início à busca por petróleo e gás na bacia marítima Pará-Maranhão com campanha de perfuração de poço pioneiro no bloco BM-PAMA-3, localizado em águas profundas. Para a atividade no prospecto chamado Harpia, que começou dia 7 deste mês e está prevista para durar cinco meses, a Companhia investirá R$ 90 milhões.

A perfuração do poço Harpia (1-BRSA-903-PAS) abrange lâmina d’água de 2.067 metros, com 5.880 metros de profundidade. O trabalho está sendo realizado pela sonda semissubmersível SS-75 – Ocean Courage, com capacidade de perfurar em até 3.000 metros de lâmina d’água e profundidade de 12.000 metros.

A atividade de perfuração envolve diretamente cerca de 254 pessoas, das quais cerca de 204 pessoas estão embarcadas na sonda ou nos quatro barcos de apoio e cerca de 50 pessoas encontram-se na Base de Tapanã (em Icoaraci, Belém/PA), em terra, administrando materiais e logística.

De acordo com a Petrobras, das quatro embarcações de apoio, uma é do tipo “Oil Recovery”, voltada para a proteção ambiental, e as outras três são supridoras da sonda.

Confirmada a presença de óleo ou gás em vazão comercial, será iniciada uma nova etapa do processo exploratório na região. Caso a Petrobras não confirme a presença de óleo ou gás, ou constate que as descobertas não são viáveis economicamente, a área de concessão dos blocos será devolvida para a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

A Petrobras detém seis concessões de exploração ativas na Bacia do Pará-Maranhão. Sendo duas em águas profundas e quatro em águas rasas: BM-PAMA-3, da 3ª rodada de licitação, BM-PAMA-8, da 6ª rodada de licitação; e BM-PAMA-9, 10, 11 e 12, adquiridas na 9ª rodada de licitação.

OGX – A possibilidade de encontrar petróleo e gás na Bacia Pará-Maranhão também interessa à OGX, do empresário Eike Batista. A empresa está aguardando somente o licenciamento por parte do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para iniciar a campanha de perfuração offshore (marítima) na região.

A atividade de perfuração, que está prevista para acontecer a partir deste mês a maio de 2012, será realizada pela sonda Ocean Scepter, equipamento de propriedade da empresa Diamond Offshore (também proprietária da Ocean Courage que atende à Petrobras), contratada pela OGX e que se encontra fundeada desde agosto do ano passado no Maranhão.

A campanha de perfuração da OGX envolverá pelo menos 100 pessoas na sonda, com revezamento periódico. A plataforma também terá o apoio de três embarcações e de uma base no Porto Grande, em São Luís.

Na Bacia Pará-Maranhão, a OGX tem direitos de concessão sobre cinco blocos exploratórios - BM-PAMA-13, BM-PAMA-14, BM-PAMA-15, BM-PAMA-16 e BM-PAMA-17, localizados a mais de 120 quilômetros da costa.

Fonte: Jornal O Estado do Maranhão/

Livro de deputado petista aborda parcialidade e apoio da mídia ao neoliberalismo

Deputado Emiliano José
A parcialidade da mídia e seu apoio ao neoliberalismo são temas de um novo livro a ser lançado este mês. - Interessado em “fortalecer o mercado, em detrimento do estado”, o neoliberalismo teve apoio da imprensa escrita entre 1988 e 1998. Além disso, os veículos de comunicação tentaram ainda descontruir várias bases da Constituição.

A defesa destas teses será publicada no livro “jornalismo de campanha e a Constituição de 1988”, do jornalista, professor e suplente de deputado federal Emiliano José (PT/BA). O estudo aponta que nessev período a imprensa influenciou a sociedade brasileira para a implantação e fortalecimento do neoliberalismo, liderada pelo grupo de Fernando Henrique Cardoso.

Os textos dos jornais à época estavam, segundo o professor, centrados num “discurso que se concentrou na ideia de considerar o que era público, o que era estatal, como ineficiente, e localizar na iniciativa privada aquilo que era eficiente. E ai o jornalismo naturalmente reforça, constrói, elabora esse discurso”, diz ele.

Jornalismo de campanha

Segundo o autor, o nome “jornalismo de campanha” tem a intenção de desmistificar um pensamento comum de que o jornalismo seja imparcial. O livro será lançado no próximo dia 28, em Salvador.

O professor critica a concentração das propriedades dos veículos de comunicação. “A mídia brasileira é profundamente partidarizada, oligopolizada, no sentido de que poucas famílias controlam os principais meios”. Esse controle de algumas famílias sobre toda a mídia do país, é um caso inclusive raro no mundo. “É talvez a mídia mais partidarizada do mundo, que tem lado, e é o lado da direita brasileira, eu não posso dizer de outro modo, é o lado dos
privilégios, é o lado de partidos políticos interessados nesses privilégios”.

Essa força midiática, controlada por poucos, teve inclusive forte atuação nas últimas eleições, quando teria apoiado claramente o candidato José Serra. “É só lembrar o que ocorreu na última campanha presidencial quando a mídia, o seu núcleo hegemônico, fez claramente,
nitidamente, uma opção pelo Serra, e trabalhou pra isso”. O professor é até hilário ao afirmar que a mídia perdeu as eleições, “é a terceira eleição que eles perdem, mas ela não vai aprender”. 

Fonte: (Ricardo Weg - Portal do PT)

14.1.11

MINHA CIDADE TEM ASFALTO

Minha cidade tem asfalto
onde o povo reivindicou,
se passaram 10 anos
Assim o “Dr.10” Protelou.

10 anos de salário adiantado
isso é um mérito de Honradez,
só me preocupa os quase 10 milhões
dos repasses de todo mês.

A saúde está doente
vergonha para o “Dr.10”,
antes a desculpa era o “ESTADO”
agora me diga quem és?

A secretária de saúde
recebeu seu certificado
isso é motivo de chacota
ou será que estou enganado?

Chapadinha maus momentos
assim já passou, isto é fato.
Por causa de um governante
que não botou nada de asfalto.

Salários atrasados
miséria para todo lado
era um pede pede sem fim,
secretários enricando a custa do “ABESTADO”.

O “Dr.10” veio e de abestado
não é nem um pouco,
só paga os salário em dia
e o resto do povo fica em SUFOCO.

Só não entendo porque o povo
prefere o “ABESTADO”,
O “Dr.10” está aflito
2012 tem se aproximado.

A “DAN ada” que está aí
é uma tremenda prepotente,
disse uma vez que nem com faca no pescoço
daria razão aos professores valente.

Valente por lutar por seus direitos
os professores não vacila nenhum dia,
num período de um ano desse governo
foram 3 vezes às ruas sem covardia .

A “DAN ada” só governa aos empurrões,
o povo não agüenta mais esta luta desgastante.
Por isso aclamam uma 3ª via
para sair dessa LAMBANÇA revoltante

Minha cidade tem asfalto
onde o povo reivindicou,
me despeço aos meus caros chapadinhenses
que essa poesia apreciou.


ENEDILSON OLIVEIRA DOS SANTOS
(Poeta da cidadania)

Danúbia e Magno cortejam PT e vice-governador


A prefeita de Chapadinha, Danúbia Carneiro, e o suplente de deputado estadual eleito Magno Bacelar estiveram no gabinete do vice-governador do estado, o petista Washington Luiz de Oliveira, na tarde desta quinta-feira. A dupla, que há muito anda em baixa com a governadora Roseana Sarney, foi tentar abrir canais de diálogo com o vice-governador e com o PT.


Sabendo que o partido faz oposição independente no município, a prefeita tem prometido mundos e fundos na tentativa de cooptar a legenda para seu governo. Danúbia, inclusive, tem uma reunião marcada para a noite desta sexta-feira com integrantes da direção da agremiação na qual, segundo fontes do blogue, deve oferecer a Secretaria de Trabalho como moeda de troca pelo apoio petista.

Integrantes da legenda têm um pé atrás com as palavras da gestora municipal, mas não se furtam ao debate. Irão à reunião ouvir o que a prefeita tem a dizer, mas, ao que tudo indica, Danúbia deve sair de mãos abanando. Afinal, outros cortejos foram feitos no passado e agora que a barca está afundando é que o PT não deve embarcar mesmo.

13.1.11

Acordo feito é acordo cumprido

O blogueiro alinhado à governadora Roseana Sarney, Marco D'eça, publicou hoje um estranho texto afirmando que seu blogue "acredita na capacidade técnica, pessoal e administrativa da secretária (de Educação), Olga Simão. E apóia sua permanência na pasta".

Pois se a moda é blogue se posicionar sobre assuntos que não são da sua alçada, este aqui apóia que a governadora cumpra o acordo feito antes da eleição e mantenha a prerrogativa do PT de indicar o secretário de Educação do governo estadual.

O que está nas mãos da governadora não é apenas a decisão entre manter ou não o acordo previamente firmado, mas um desafio à sua já tão testada capacidade de harmonização da classe política do estado, a começar pelo partido do seu vice-governador, Washington Luiz.

Roseana tem todas as condições para fazer um grande governo, mas não cumprir este acordo poderia representar o fim da calmaria. Comprar este desgaste com o PT, seria criar atrito com o governo federal e com a base do partido nos movimentos sociais e sindicais. Logo aqueles que foram imprescindíveis para evitar o segundo turno contra Flávio Dino.

Este blogue confia que todos os acordos serão cumpridos.

Comentário do leitor

Comentário da companheira petista Mariana Nascimento na nota "Especulação em cima de especulação":



Tem se tornado pratica recorrente por meio dos Blogueiros a disseminação de especulações com o intuito de acender nomes ou mesmo de queimar outros, o Companheiro Gilvan do PT de são Bernardo como você bem o diz seria um otimo nome sim para ocupar o cargo de gerente seja da regional de CHAPADINHA, ou se esta mesma regional vier se dividir em duas, pois é alguem muito bem articulado tanto com os movimentos sociais da região quanto com o peoder publico local. e a região do Baixo Parnaiba so tera a ganhar com alguem que milita a muito tempo na região,e se forem buscar o historico deste Jovem vão encontrar um mandato de vereador brilhante, sem maculas, e que combateu os desmandos do coronel do seu minicipio de origem. então nada costa sobre a suposta indicação.

12.1.11

A tentação de Flávio Dino


O quase ex-deputado Flávio Dino é um político com potencial, mas, depois de passagens marcante pelo movimento estudantil, pela magistratura e pela Câmara Federal, sofreu duas grandes derrotas consecutivas. A disputa pela prefeitura de São Luís em 2008 e pelo governo do Maranhão em 2010.


Apesar das derrotas e para desespero dos tucano-pedetistas, Flávio acumulou um cacife político que lhe permite bater no peito e dizer: "A oposição sou eu", apesar desta não ser a forma mais aconselhável de tentar liderar esta oposição.

Hoje, Flávio olha para o futuro com uma grande dúvida. Disputar ou não a prefeitura de São Luís em 2012?

Disputando e perdendo seria terceira derrota consecutiva, o que poderia lhe colocar numa descendente irrecuperável e abreviar sua promissora carreira, mas a tentação é grande.

Em 2008, Flávio iniciou a disputa com 4% das intenções de voto e, graças ao apoio do PT, chegou ao segundo turno e perdeu numa disputa acirrada para João Castelo (PSDB). Ao ver hoje a administração tucana ser mal avaliada pela população, os olhos de Flávio Dino brilham pensando estar preparado seu caminho para o palácio de La Ravardiere.

Neste cenário eleitoral podem haver ainda duas candidaturas competitivas: Uma do grupo Sarney e uma da família Holanda.

E aí, Flávio Dino, vai encarar?

Especulação em cima de especulação

O governo já começou, mas ainda há muitos espaços a serem formados e, por isso, as especulações continuam.

Meu amigo e blogueiro Alexandre Pinheiro publicou há pouco que obteve informações junto ao governo dando conta de uma suposta divisão na gerência do Baixo Parnaíba em duas com a criação de uma em Chapadinha e outra mais ao leste do estado.

Não satisfeito, Alexandre especula ainda o nome de quem deverá assumir a gerência ainda a ser criada.

Quanto a divisão da gerência. Bem, se ocorrer será bem-vinda já que ambas as gerências a serem criadas poderiam ser mais eficientes.

Quanto a especulação de nomes, é jogar poeira no ar. O nome citado é competente e pronto para a tarefa, mas todos os esforços do PT maranhense hoje giram em torno da manutenção do acordo que prevê ao partido a prerrogativa de indicar o secretário de Educação do estado. As outras questões serão resolvidas depois.

7.1.11

III Fórum de Educação do Baixo Parnaíba


O III FÓRUM DE EDUCAÇÃO DO BAIXO PARNAÍBA, com sede em Chapadinha, é um movimento de pesquisadores e profissionais da educação que atuam nas áreas de Educação Básica e Ensino Superior. As Instituições de Ensino Superior que se apresentarem como proponentes durante a assembléia final de cada Encontro sediarão o III FÓRUM, a partir de interesses e motivações de estudos e pesquisas. A Faculdade do Baixo Parnaíba - FAP assumiu a responsabilidade de sediar o IIII FÓRUM com o apoio de instituições educacionais do estado, municípios e dos órgãos de pesquisa. O III FÓRUM, que terá início em 23 de fevereiro de 2011, contará com a participação de aproximadamente 3000 profissionais da educação. O objetivo do encontro é revisitar os conteúdos das áreas da Educação Básica e de Ensino Superior, contextualizando-os a partir dos determinantes sócio-políticos, econômicos e culturais do Estado. Esse movimento busca apontar alternativas para a implementação de políticas públicas educacionais necessárias. Trata-se de um evento de caráter científico, em que se pretende acumular vasta produção de conhecimento educacional para circulação nos municípios da região do Baixo Parnaíba e outras regiões do estado. A finalidade do III FÓRUM DE EDUCAÇÃO DO BAIXO PARNAÍBA é divulgar conhecimento sistematizado historicamente e discutir questões do ensino, pesquisa e extensão, aprofundando o debate e apontando propostas alternativas para a organização do sistema educacional dos Municípios da região.

Mais informações aqui.

6.1.11

Silêncio ensurdecedor


Clique aqui e releia "Júnior Carneiro é denunciado por tentativa de homicídio".

É muito estranho que até agora o policial Júnior Carneiro não tenha se manifestado sobre a grave acusação de tentativa de homicídio. Todo inocente, quando acusado, é o primeiro interessado em esclarecer os fatos.

Talvez ele tenha apostado que rapidamente o caso cairia em esquecimento e ninguém aguardaria realmente que ele retrucasse a denúncia, mas a gravidade do assunto não nos permite esquecer.

Não utilizaria o fato de o acusado ser irmão da prefeita Danúbia Carneiro com intenções políticas, mas o silêncio de ambos causa inquietação.

O silêncio dele porque faz com que a versão da vítima seja tomada por absolutamente verdadeira e o silêncio dela porque parece não repudiar a suposta atitude do irmão.

Aguardo ainda que a líder máxima d o município venha a público esclarecer e se posicionar sobre o caso.

2.1.11

Washington Luiz se diz preparado para auxiliar Roseana

O vice-governador Washington Luiz Oliveira (PT) afirma estar ciente da importância do atual momento para a política local e nacional, e garante estar pronto para auxiliar a governadora Roseana Sarney (PMDB) a administrar o Maranhão nos próximos quatro anos. “Estamos num momento especial. Temos a saída deste grande presidente, o companheiro Lula, e a chegada da primeira mulher a comandar o nosso país, Dilma Rousseff. No Maranhão, estaremos ao lado da governadora Roseana no comando do Estado, em uma aliança construída e discutida em âmbito local e nacional. O PT dará grandes contribuições nesta administração”, declarou.
Ele destaca que o PT do Maranhão está consciente de que a participação nesta gestão é de grande importância para o desenvolvimento de projetos que beneficiarão a população maranhense e contribuir positivamente para o crescimento do estado.
“Vamos contribuir com a governadora Roseana para que possamos fazer um governo em um momento em que os grandes projetos econômicos estão chegando ao nosso estado. Temos que trabalhar de forma articulada para aproveitar todas essas oportunidades. Um dos desafios é dotar as regiões do nosso estado de infra-estrutura, de serviços e de pessoas capacitadas para que os grandes projetos gerem emprego e renda, sobretudo com sustentabilidade. Temos que capacitar os nossos jovens para assumirem os postos de empregos que irão surgir”, ressaltou.
O vice-governador disse que é necessário trabalhar a estrutura das regiões onde esses projetos serão implantados para não gerar escassez de alimentos e a especulação imobiliária. Por isso, segundo ele, o governo investirá em capacitação profissional. Temos muito trabalho pela frente e um dos meus papéis, como vice governador, é ajudar a governadora no diálogo com a sociedade civil organizada”, explicou ele, ressaltando a importância do diálogo permanente com os movimentos sociais, acreditando em uma gestão participativa.
Articulação – Ele trabalhará junto aos movimentos sociais para fazer um diagnóstico das ações do governo e do compromisso do Estado com a população em diversos setores. “Temos que buscar parcerias com todos os setores da sociedade civil para que o trabalho dê resultado positivo. Só de forma articulada poderemos levar à nossa população os benefícios de que ela necessita e esse será o papel da Vice-governadoria”, disse.
Ele também destacou que o PT do Maranhão está comprometido em trabalhar com afinco para dar a sua contribuição em todas as áreas do governo Roseana, com muito entusiasmo e responsabilidade. “Estamos prontos para trabalhar muito pelo crescimento do nosso estado e temos certeza que o time apresentado pela governadora terá essa capacidade técnica. Vamos articular ações com o Governo Federal para trazer mais benefícios para o nosso estado. O PT se soma a essa tarefa comandada pela governadora Roseana e se compromete em trabalhar em prol do estado e do Brasil”, concluiu ele.
Perfil
Washington Luiz de Oliveira tem sua trajetória política marcada pelo compromisso com a classe trabalhadora e com os menos favorecidos. Por isso, foi escolhido pelo PT para ser o vice de Roseana Sarney na coligação “O Maranhão Não Pode Parar”.
Natural de Várzea Alegre (CE), iniciou sua trajetória no movimento estudantil, aos 16 anos, fez parte da resistência ao regime militar chegando a militar na clandestinidade após a edição do Ato Institucional nº 5 (AI-5). Radicado no Maranhão desde 1973, integrou as lutas sociais e populares do estado principalmente nas áreas de educação e saúde.
Graduado em História pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), ingressou no serviço público e passou a atuar marcante no movimento sindical. Foi um dos fundadores e presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Federais (Sindsep-MA), e diretor da Confederação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Federais (Condsef).
No PT, presidiu o diretório estadual por dois mandatos, coordenou no Maranhão a campanha Lula Presidente de 2002 e foi membro do Diretório Nacional. Entre 2008 e 2009, foi assessor especial da Secretaria Geral da Presidência da República. Em 2009, voltou a assumir na Câmara onde ficou até abril de 2010. Destaca-se sua atuação junto aos agentes comunitários de saúde e os de combate às endemias, pela aprovação do plano de cargos e carreiras da categoria.

Fonte: O Estado do Maranhao

1.1.11

Roseana e Washington são empossados

Do blog do Décio Sá:

Roseana abraça o vice Washinton Luiz: é a primeira vez que o PT chega ao governo no MA

A governadora reeleita do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), e o vice-governador, Washington Luiz Oliveira (PT), foram empossados na madrugada deste sábado (1º), em São Luís. A cerimônia foi realizada na Assembleia Legislativa.

Roseana assume o governo pela quarta vez, um fato inédito na história do país. Ela foi a primeira mulher eleita e reeleita governadora -1998 e  2010 - de um Estado no Brasil. Em seu pronunciamento, disse estar entregando ao povo seu mandato e reafirmou que trabalhará para fazer a melhor gestão da sua vida.

“Eu entrego a todos os maranhenses e aos brasileiros que escolheram a nossa terra para viver e trabalhar, o mandato de governadora do Estado do Maranhão. Confiança no futuro, credibilidade, honestidade e muito trabalho são marcas da minha administração. Farei o melhor governo da minha vida”, reforçou Roseana durante o pronunciamento, voltando a lembrar que será intolerante contra atos de corrupção na administração.

Logo após a solenidade, em uma sala reservada na Assembleia Legislativa, Roseana nomeou, em ato coletivo, os titulares das secretarias de Estado. Segundo a governadora, os auxiliares foram nomeados de imediato para que todos comecem a trabalhar logo no primeiro dia útil do ano. Antes ela recebeu a faixa do ex-vice-governador e senador eleito João Alberto de Souza (PMDB).

Washington Luiz Oliveira tomou posse à 1h30. “Queremos um governo como a governadora acabou de dizer: progressista, desenvolvimentista e inclusivo. Essa será a contribuição que daremos ao melhor governo que Roseana realizará em sua vida”, enfatizou.

Estiveram presentes na solenidade o presidente do Congresso Ncaional, senador José Sarney; os senadores eleitos João Alberto e Edison Lobão (todos do PMDB); o presidente do Tribunal de Justiça,; Jamil Gedeon; a procuradora-geral de Justiça, Fátima Travassos; deputados estaduais, prefeitos, lideranças poíticas, familiares da governadora, convidados e populares.

Agora pela manhã, Roseana seguiu para Brasília onde participará da posse da presidente eleita Dilma Rousseff.