24.11.10

Belezinha e Noni Braga no PT

Do Blog do Alexandre:


Fontes ligadas ao PT de Chapadinha afirmam que o partido tem sido procurado por personalidades da sociedade local em busca de filiação em seus quadros.

Entres os possíveis novos integrantes da agremiação estariam a empresária Dulcilene Pontes, a Belezinha e a educadora Noni Braga, da Faculdade do Baixo Parnaíba. Belezinha e Noni aparecem a esquerda na foto – tirada em um evento da campanha de Dilma Roussef, segundo turno – na qual posam ainda o vice-prefeito Antonio Prata, o vice-governador eleito Washington Oliveira, o advogado Erik Marinho – que há tempo também flerta com PT – e o presidente do diretório municipal da legenda, Paiva.

Ainda de acordo com a fonte, o ingresso de Noni, por seu serviço prestado à educação da região, é até comemorado pelo Partido dos Trabalhadores.

Já com relação a Belezinha há um porém: os petistas não querem pessoas ligadas a ala política do ex-prefeito Isaías, por isso teriam sinalizado que caso ela venha a descartar qualquer vínculo com a turma de Isaías e esteja disposta a construir uma alternativa aos dois grupos dominantes locais, a empresária será bem aceita nas hostes do partido da presidente Dilma.




Em tempo 1: Erik Marinho e Belezinha são pré-candidatos a prefeito e dificilmente ambos se filiarão ao PT. O nome mais cotado é o da empresária;

Em tempo 2: Eles blogueiro não tem qualquer vínculo familiar com a empresária Noni Braga.

Um comentário:

Professor Jânio disse...

Tanto Erik quanto Belezinha são bem aceitos pelo PT, acredito eu, que também sou petista em Chapadinha-MA.

Contudo, o PT procura fugir da polaridade entre Magno e Isaías. Não queremos criar uma indisposição específica com nenhum dos grupos.

Acredito que alguns critérios são muito importantes para quem pretende um espaço no PT de Chapadinha:
.demonstrar um espírito democrático de atuação social e política;
.demonstrar respeito pela diversidade religiosa e pela vivência espiritual;
.demonstrar compromisso pelo social e pelo combate à corrupção.