9.10.09

Com sete pré-candidatos, PT-SP não se anima com Ciro

Aloízio Mercadante, Antônio Palocci, Arlindo Chinaglia, Emídio de Souza, Fernando Haddad, Marta "Suplicy", e agora Eduardo Suplicy.

Todos colocaram seus nomes a disposição do PT de São Paulo para concorrer ao governo de São Paulo.

Ciro Gomes? Essa alternativa eles não debatem com profundidade. Só o apoiarão se forem enquadrados pelo presidente Lula, o que não é difícil.

Analisando nomes:

Mercadante deve concorrer ao Senado. Só tentaria o governo se houvesse um consenso no partido e consenso dentro do PT já é difícil, imaginem com sete pré-candidatos.

Palocci. Fortes setores do partido o apoiam, mas a "Articulação de Esquerda" descarta. "Não tem perfil para fazer o enfrentamento com o PSDB", sentencia Valter Pomar.

Arlindo Chinaglia. Não.

Emídio de Souza. Insistente na sua pré-candidatura pode acabar emplacando com algumas desistências.

Fernando Haddad. É do campo político "Mensagem ao Partido", isto é, chances mínimas.

Marta Suplicy não pode mais ficar sem mandato. Candidatíssima a deputada federal com eleição fácil e chance de arrastar mais gente junto.

Eduardo Suplicy. Colocou o próprio nome na última reunião, mas ninguém leva muito a sério.

Independente do nome escolhido, levante o braço quem acha que o PT tem chance de ganhar em São Paulo...

_0_

Um comentário:

Lucho disse...

Não é por nada não, mas o PT está ruim de nomes para o governo de SP. Nada de novo.

E pelo visto, a duplinha PSDB/DEMo vai ganhar mais 4 anos.