13.9.09

Ex-ministro é morto NA 113 SUL

No início do ano escrevi aqui o post "Mendigos mortos NA ASA SUL". Na época, o assassinato de dois mendigos era o assunto do momento da mídia brasiliense.

Passados nove meses estamos vendo outro assassinato tomar grande espaço na imprensa candanga por duas semanas, insessantemente. José Guilherme Villela, ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral e ex-advogado de Fernando Collor, foi encontrado morto no seu apartamento, na 113 sul. Os corpos de sua esposa, Maria Carvalho Villela, e da empregada, Francisca Nascimento da Silva, também foram encontrados já em estado avançado de decomposição.

Agora, meus caros, imaginem se a coitada da Francisca tivesse sido assassinada lá na casa dela, em Santa Maria. Provavelmente só teria saído no jornal "Na Polícia e Nas Ruas".

A elite brasiliense não se importa com a violência, se importa com a violência perto dela. Aí parece que podem atingi-lá. Enquanto o problema estiver apenas no entorno e nas cidades-satélites está tudo ótimo.

Deixa eu contar um segredinho. Este postos políciais, verdes, claro, não resolvem o problema de insegurança do DF. O Zé Arruda pensa que sim, mas eles não resolvem nem o problema do Plano Piloto, imaginem dos locais mais necessitados.

Nenhum comentário: