31.7.09

Qual o problema com a TV Brasil?

A Folha de S. Paulo de hoje foi às bancas com um editorial entitulado: "TV que não pega".

O texto termina com a seguinte sentença: "Os vícios de origem e o retumbante fracasso de audiência recomendam que a TV seja fechada -antes que se desperdice mais dinheiro do contribuinte."

Ora, por que um veículo de comunicação defende o fim de outro veículo de comunicação? O que poderia a TV Brasil representar que causasse tanto asco à FSP?

A TV Brasil é uma ínfima, apesar de ser também a maior, tentativa do governo Lula de criar uma alternativa à mídia nativa. Por isso FSP e companhia sempre foram contra sua existência.

Este governo, como se sabe, nunca enfrentou as quatro famílias. Marinho's, Civita's, Mesquita's e Frias virão Lula descer a rampa do Planalto da mesma forma que virando-no subi-lá, com a concentração de mídia em suas mãos.

O que perderam de espaço nestes últimos anos foi reflexo do avanço da internet, mas nada o governo Lula fez para democratizar os veículos de comunicação. A não ser a criação da TV Brasil.

Chamou Franklin Martins para ministro, Tereza Cruvinel para presidir a empresa e Helena Chagas para dirigir o jornalismo. Galáticos do jornalismo brasileiro. Assim, mais oportuno do que uma campanha contra a TV Brasil é uma reflexão: Por que a TV Brasil ainda não pegou? O que fazer para que ela pegue?

Um comentário:

Arthurius Maximus disse...

Duas respostas:

A) Para que a TV Brasil de já existia a TV Educativa? Não seria mais racional investir nela?

b) Não decola porque a programação é muito ruim. Assisto, por dever de profissão, mas é pior do que a TV Senado.

Tá! Exagerei. Mas a programação da TV Brasil chega as raias da loucura.