16.11.06

Seleção no feriado

Odeio feriado, principalmente quando cai em quarta-feira. O Brasil já tem feriado demais e quando cai numa quarta-feira a gente não pode nem enforcar outro dia, não dá tempo pra viajar nem nada.

Nesse aniversário da República fiquei em casa e assisti o jogo da seleção contra a Suíça. Eles foram elogiados pelo sistema defensivo invejável, saíram da Copa sem tomar nenhum gol, mas contra o Brasil decepcionaram. O primeiro gol brasileiro nasceu em um erro de marcação num lance de bola parada e o segundo num lance quase tão bizarro quanto o que gerou o gol suíço.

Vitória sem graça? É, foi sem graça, mas bem que a gente queria uma vitória sem graça contra a França na Copa né?

Os destaques do jogo desta quarta-feira foram os laterais brasileiros. Acostumamos-nos a ver a dupla Cafú e Roberto Carlos nas laterais da seleção nos últimos 12 anos e os criticamos nos seus últimos momentos com a camisa canarinho, mas e agora? O que vamos fazer sem eles? Não temos laterais para substituí-los a altura. Na direita ainda podemos esperar o machucado Cicinho e a promessa Daniel Alves do Sevilla, mas no lado esquerdo estou pessimista. Alguém deve lembrar: E o novo galáctico Marcelo? Bem, tenho uma teoria de que quando um jogador jovem joga bem ninguém pode contar pra ele porque se o cara se convence que é bom se acomoda e vira decepção, como o Lenny do Fluminense. Marcelo é uma boa promessa, mas não joga, pelo menos não ainda, tudo isso que andam falando. Temo que ele possa virar uma grande decepção.

Nenhum comentário: